sábado, 9 de novembro de 2013

Por que poemas? (2)

Por que poemas?
Por que escrever?
Por que se encontrar?

Pra entoar um canto de beleza
Escrito
Do que me deixa feliz e em paz
E relaxa meu coração
Que contorne minha voz esganiçada
E repleta de inexpressividade
Por que há coisas na vida
Muito merecedoras de registro
Amor de mãe
Sorriso de bebê
Sorriso bobo de pessoa apaixonada
Mulher pós banho
Vestindo só minha camisa
Lembranças inesquecíveis de amor
Do que me deixa feliz e em paz
Passar no vestibular
Arrumar um emprego
Uma oração que foi atendida
Ganhar um presente surpresa
Beijar quem queria beijar
A primeira vez no mar
Ganhar algo no bingo
Aventuras adolescentes
Uma vez que quase fomos pegos...
Um dia tive certeza que Deus existia
Um dia assim não se esquece
Quando vc passa dias internado
Fica feliz ao ver o sol
E feliz de sentir uma brisa no rosto
E sente-se feliz e em paz
E quando descobrimos que a razão da vida
É viver
E queremos cantar a vida
Por que tem dias que tô puto
Minhas dívidas ativam minha gastrite
E minha ansiedade estremece todo meu corpo
Como uma tsunami de medo e pavor
Então vem um dos meus filhos
Me abraça e me beija
Minha mãe diz que me ama
E Deus se faz presente e presente
Então me sinto feliz e em paz


Então,

          faço poemas...

2 comentários: