quarta-feira, 22 de maio de 2013

Porque matei alguns heterônimos



Heterônimos:
Um mosquito
Um cavaleiro templário
Um poeta carpe diem
O homem moderno
A criança

Nesta grande jornada que se chama vida
De tantos espíritos que me habitam
Vou matando aqueles que me transitam
Heterônimos pútridos n'alma ferida

Um mosquito que me perturba e suga
Leva minha paz, chupa-me o sangue
Nasce um ódio e se externa verruga
Te mato com palmas carniça exangue

Um cavaleiro que em meu seio andava
Amava aos dogmas mais que a Deus
Gritava Cristo e com a espada matava
Esse eu guilhotinei acenando adeus

Há um poeta Carpe Diem que vive cada dia
Como se fosse o último. Só com o presente
Sem passado futuro. Vida além do aparente
Esse enforquei como o horóscopo já sabia

O homem-moderno-idiota por trás dos bastidores
Máquinas-eletrônicas-satélites-nets-veloz-assiste
Engolido pelo capitalismo e pelo monstro sist
Esse apedrejei no meio da bolsa de valores

Em minha alma também há uma criança
É meu pouco de alegria, inocência e pureza
Não lhe cravei uma faca com vil frieza
Pois é somente este que me dá esperança




5 comentários:

  1. É verdade, temos vários espíritos.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Allisson, ficou muito bem escrito. Aliás, está entre as suas melhores. Você tem um estilo de escrita que gosto bastante e inclusive adoro praticar. Você tem algo publicado? Se quiser manda por e-mail: diego.davila.fernandes@gmail.com. Abraços, do amigo Diego.

    ResponderExcluir
  3. Não tenho nada publicado amigo Diego e é por isso que escrevo em blog. Tinha as idéias e acreditava que tinha o talento, mas deixava a rotida do dia a dia e tudo o mais engolir o que eu tinha vontade de escrever. Com o blog eu estipulei o objetivo de escrever uma poesia por semana e dia 20 de junho de 2013 vou completar um ano que eu me sento um dia por semana e escrevo. Valeu por perguntar! Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem querer comecei a fazer isto também. Mas a regra é um pouco diferente, são quatro por mês. Abração!

      Excluir