quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Os nerds também amam




Os nerds também amam
ou
Canto de amor total da linda guerreira da lua


A primeira vez que te vi
Foi naquela comicon
Linda visão cósmica
Seu corpo da névoa surgido
Em traje Jedi envolvido
De músculos, desprovido
Foi amor à primeira vista
Sob as lentes garrafais
Teu olhar sabre de luz
E meu coração
Enfim crackeado
Lembro a primeira vez
Que nos amamos
No forte das trombetas
                                          (seu AP)
Entre tralhas e trecos
Entre et’s   e  cd’s
De games e softwares
Da indústria paralela
Elektra assassina encadernada
Pelo sentimento tomada
O pôster de neo na parede
Sob a luz
Da lanterna verde
Eu me entreguei
Começaram a cair as peças
Do meu traje Sailormoon
Por tuas mãos tocadas
Pelo Joystick calejadas
Nas tuas mãos esqueléticas
Me fiz cubo mágico
Dois corpos ocupam o mesmo lugar
Movimento de partículas atômicas
Explosões de super novas astronômicas
Momentos felizes tivemos
E tristes também                                                                     
Quando Agro caiu no abismo
De tristeza choramos
À sombra do Colossus
Muitas vezes brigamos
Por minha culpa, às vezes
Não nego
Perdi uma peça da sua
Estrela da morte Lego
E com ciúmes queimei
Seu dicionário Klingom
Mas vc sempre me perdoa
Por isso eu sei da força
Do nosso amor
É por isso que
Prefiro antes que esse amor pereça
Ver a lâmina do caos
Girando em chamas
A decepar-me a cabeça

2 comentários:

  1. gostei demais . a experimentação foi catastrófica. espero que tenha sido das melhores. enfim.

    ResponderExcluir
  2. É a velha catástrafo chamada amor!

    Os brutos também amam! e os nerds também!

    valeu pela visita sebastião!

    ResponderExcluir