segunda-feira, 12 de novembro de 2012

12 de novembro aniversário da morte de Augusto dos Anjos



A fome e  o amor


A fome! Herança hedionda herdada de meus pais
Clamo por sais, proteínas,triglicérides e glicose
No mais alto nível de cetoacidose
Dores e tremores trelando as sinapses cerebrais

O amor! Inerente ao espírito uma necessidade
Uma companhia para os últimos dias
A aquecer-me o peito e a cama frias
Como passar ao teu lado a eternidade?

Ambos assim ocupando o coração e a mente
Um desespero sincrônico meu ser todo sente
Na alma, mente, nervos, linfa e osso

Solidão afetiva e corporal acoria
A única forma de findar ambas seria
Se eu fosse um vampiro a beijar-te o pescoço


em homenagem a Augusto dos Anjos


Nenhum comentário:

Postar um comentário