sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Poeminha de fim de tarde




Estou velho
Agora sou nostálgico
Lembro mulheres que não amei
Mas que me amaram

Escrevo um poema
Sem fúria
Sem a força jovem de Rimbaud
Mas sem pensar no que acabou

Rimo xícara com queijo e café
Sinto um calor que vem do chão
E um olhar típico de Drummond
Talvez esteja Gauche

Nenhum comentário:

Postar um comentário